Mamoplastia de Aumento e Plano Submuscular

Mamoplastia de Aumento e Plano Submuscular

Entenda neste artigo, as vantagens da Mamoplastia Submuscular em pacientes com mamas pequenas, e com pouca ou nenhuma flacidez.

Trata-se de uma técnica utilizada para aumentar o volume das mamas, com baixíssimo índice de rejeição e recuperação rápida, possibilitando às pacientes um breve retorno às suas atividades normais.

Esta modalidade cirúrgica caracteriza- -se pela colocação de implantes mamários por baixo do músculo grande peitoral (colocação submuscular).

Podem ser usados próteses texturizadas ou lisas, que apresentam a vantagem de facilitar os exames de mamografia, além do baixo índice de complicações e uma durabilidade acima da média dos implantes subglandulares ou submamários.

A escolha do plano onde colocar o implante mamário deve ser individualizada e depende da anatomia de cada paciente, do seu estado clínico geral, do resultado que pretende atingir e das suas expectativas.

Normalmente o nosso índice de satisfação da Mamoplastia de Aumento tem sido elevado, como também tenho notado que quando oferecemos uma técnica em que a recuperação é mais rápida, com resultados duradouros, nossas pacientes mostram plena satisfação, tornando o método um dos nossos diferenciais na Cirurgia Plástica.

Trata-se de um dos procedimentos que mais realizamos ao longo dos últimos anos, sendo que as estatísticas internacionais nos mostram ser um dos mais requisitados entre as cirurgias estéticas.

A técnica é preferencialmente usada em mulheres que necessitem de uma reconstrução mamária completa, ou que tenham mamas muito pequenas, em que a quantidade de tecido mamário é insuficiente para revestir o mesmo e não permite a sua colocação subglandular.

Na abordagem submuscular, após a realização da mamoplastia de aumento, as mamas não se movem tão naturalmente, uma vez que os implantes são firmemente colocados atrás da parede muscular. Com este plano os implantes também poderão se deslocar ligeiramente durante a prática de movimentos vigorosos, particularmente quando os músculos da zona peitoral são contraídos. Por este motivo, nos atletas ou pacientes que exercitem os músculos peitorais com regularidade, deverá ser debatida as vantagens e desvantagens antes da escolha desta técnica.

É extremamente importante que as mulheres com implantes mamários sejam seguidas com regularidade por especialistas habituados a interpretar mamografias de rotina em pacientes que se submeteram a este tipo de intervenção.

Concluindo a exposição do tema, saliento que a qualificação e experiência do Cirurgião Plástico especialista, que preferentemente seja membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, conjuntamente com uma análise criteriosa das condições globais do paciente, suas reais expectativas, do seu preparo emocional, e assim preenchendo todos os requisitos para a indicação desta modalidade cirúrgica, potencializam as chances de um procedimento bem sucedido.

Ver perfil

Matéria Por

Dr. José Eduardo Prampero

Cirurgia Plástica

CRM/SP 67.109 RQE 14690 | São José do Rio Preto

Deixar Comentário

Outras matérias desse profissional